Compatibilidade Geral para Casamento

homem fazendo o pedido tradicional de casamento a uma mulher

Neste artigo vamos abordar a compatibilidade para casamento a partir de uma abordagem geral de ambos os horóscopos dos noivos, seguindo o capítulo 11 da obra Muhurtha do Dr B V Raman. Este capítulo complementa os ensinamentos mais antigos da Astrologia Jyotish de que falámos em artigos anteriores.

Há 3 fatores que devem ser analisados, quando se fala da compatibilidade entre parceiros para casamento:

1.Longevidade dos parceiros.

2.Qual das casas- 7ª ou 8ª – é mais forte.

3.Acordo dos Kootas[1].

Quando a longevidade da noiva é curta ou a 7ª casa é fraca, deve pensar-se bem antes de formalizar o casamento, na opinião do autor.

A análise dos kootas, tão fortemente usada pela tradição, apenas deve ser feita após análise dos dois horóscopos e da compatibilidade geral entre estes. O horóscopo, deste modo, e não os ashta kootas, deve ser a base da análise da compatibilidade.

Análise dos Horóscopos- configurações a Ter em conta

Deve ver-se, em primeiro lugar, a força geral do horóscopo e a longevidade indicada em cada um para ambos os parceiros.

Analisar em seguida a 7ª e a 8ª casa e ver se estão livres de aflições. Apenas quando se determina isto de forma positiva, se deve passar a ver os outros fatores tradicionais de concordância.

Se Vénus e/ou  Marte estiverem na 7ª casa , a pessoa terá forte natureza sexual e deverá casar com alguém que seja semelhante. Por ex., se um tem Júpiter e/ou Mercúrio na 7ª casa a pessoa tem natureza sexual fraca e não é compatível com a anterior.

Quando Marte está na 7ª casa e não está em conjunção nem em aspeto com um planeta benéfico, haverá guerras contínuas no casamento, muitas vezes levando a desentendimentos, separação e divórcio.

Quando Saturno está na 8ª casa e, particularmente se está em quadratura (90º) com Marte, haverá discórdia, incapacidade de compreensão mútua e ausência de verdadeira ligação entre os cônjuges.

Para o Ascendente Leão, quando o regente da 7ª casa, Saturno, está colocado na 2ª, o cônjuge será subserviente em relação ao nativo, cumprindo todas as ordens que recebe deste.

Quando Saturno está colocado na 7ª casa e não é regente nem do Ascendente nem da 7ª casa, o casamento será infeliz.

Segundo a obra Prashna Marga, a colocação do Sol ou de Vénus na  5ª, 7ª ou 9ª casa, indica infelicidade no casamento para o nativo.

Quando há um planeta maléfico forte na 4ª casa e, em particular Marte, não haverá felicidade no casamento para o nativo.

Quando, na força Ashtakvarga de Vénus a 7ª casa a partir de Vénus tem um número elevado de pontos e o cônjuge nasceu num  dos Nakshatras do Sol[2] o cônjuge será tão amado pelo nativo como a própria vida, segundo os velhos textos.

Quando a longitude (graus e minutos do signo) da 7ª casa calha num navamsa maléfico, haverá constantes disputas e brigas no casamento.

Se os regentes da 1ª e da 7ª casa são amigos o nativo será amado pelo cônjuge. Caso contrário, não haverá harmonia entre ambos.

As configurações acima podem estar num ou noutro horóscopo dos parceiros.

Deve ver-se a força Ashtakvarga de Vénus. Ver os signos em que Vénus contribui com pontos. Segundo o Dr Raman. O signo que contém mais pontos indica, pela localização geográfica que representa, o local a partir do qual o nativo pode encontra o (a) parceiro (a) que o fará mais feliz no casamento.

A Relação Marte- Vénus

A relação mútua entre Marte e Vénus deve ser analisada. A conjunção entre Marte e Vénus é indicadora de fortes paixões e, estatisticamente, quando se dá a conjunção entre estes dois planetas em trânsito, parece haver, segundo o Dr. Raman um  aumento de crimes passionais, separação e divórcio.

Isto é especialmente verdadeiro quando esta conjunção se dá em Nakshatras com regência de planetas maléficos.

Os efeitos adversos desta  conjunção são muito reduzidos se Júpiter está em aspeto com a conjunção ou situado numa casa kendra a partir da casa em que se dá a conjunção.

Quando o nativo contém no seu horóscopo uma conjunção Marte Vénus tende a procurar prazeres imediatos de forma impensada e, muitas vezes, sem pensar nas consequências.

Para que o casamento não seja perturbado pelos impulsos de procura de gratificação sexual de um dos parceiros, deve haver um aspeto de Júpiter para equilibrar a conjunção. Em alternativa, isto pode ser contrariado se a conjunção Vénus Marte se dá num Nakshatra de Júpiter ou de Mercúrio ou, em alternativa, de Vénus, sendo preferíveis os dois primeiros.

Segundo o Dr. Raman, apesar de a relação Marte- Vénus entre os horóscopos ser fundamental para a atração física entre os parceiros, é preciso um Júpiter forte no horóscopo ou até Saturno, para haver verdadeira compatibilidade para o casamento.

Se Vénus e Marte estiverem envolvidos em aspetos negativos, isso indica dificuldades devidos a excessos sensuais e, em consequência, problemas no casamento.

Vénus colocado num bom signo ou Nakshatra ajuda a moderar a rudeza de Marte, mas, se houver uma associação com Rahu a pessoa é lasciva, malvada e de comportamentos baixos.

No horóscopo de ambos os parceiros não é desejável a associação Vénus, Marte Ketu, seja por conjunção seja por aspeto, é indesejável para a harmonia entre parceiros, a menos que estejam colocados num Nakshatra de Júpiter ou Mercúrio ou ainda da Lua quando esta está brilhante . Mas esta última possibilidade torna o nativo muito sensual.

A associação Vénus, Marte Ketu (ou Saturno) indica a possibilidade de escândalo no casamento. Mas, se a 10ª casa (ou a 7ª) estiver forte e sem aflições, esse perigo é reduzido.

Apesar de os textos antigos considerarem negativa a posição de Vénus na 7ª casa, o Dr Raman afirma que não é assim, segundo a sua experiência, antes pelo contrário, a posição de Vénus na 7ª casa ajuda, na sua opinião, a harmonia e felicidade do casamento.

As melhores disposições de Marte e Vénus são, segundo o Dr Raman, as que, nos dois mapas, estão separadas por casas trinas ou kendra em relação ao Ascendente ou ao signo da Lua de um e de outro.

Se Marte e Vénus estiverem em conjunção com o Marte e Vénus do parceiro, será melhor que estejam em diferentes Nakshatras.

Na opinião do Dr. Raman a análise da compatibilidade não pode basear-se apenas na Lua (compatibilidade pelos Nakshstras) mas deve ter em conta a totalidade do horóscopo.

Na sua experiência de muitos anos no estudo da compatibilidade para casamento, o Dr Raman conclui o seguinte:

Quando Marte, Vénus e Júpiter de um parceiro estão colocados, no horóscopo do outro em trino ou na relação de casas 3/11 é uma posição favorável.

Quando o Sol e a Lua estão nas posições referidas- mas não numa relação 2/12- isso mostra uma ligação forte entre os parceiros.  Porém, quando, ao mesmo tempo, Marte está colocado numa relação de 12 casas em um dos horóscopos, há ligação mas não existe a normal felicidade no plano sexual.

Quando Vénus está colocado, no horóscopo de um dos parceiros, no signo em que, no outro horóscopo, está colocado Saturno, isso indica que o parceiro será sério e trabalhador.

Marte colocado na 7ª casa sem o aspeto de planetas benéficos, indica brigas frequentes que levam a desentendimentos.

Saturno colocado na 7ª casa indica estabilidade no casamento, mas também significa um ambiente de frieza e ausência de manifestações afetuosas.

Um planeta maléfico forte na 4ª casa afeta negativamente o casamento a menos que seja neutralizado pelo aspeto de um planeta benéfico.

Quando o signo da Lua de um dos parceiros calha no signo Ascendente do outro; ou quando o Ascendente de um calha na 7ª casa a partir da colocação do regente da 7ª casa do outro, existe estabilidade no casamento, afeto e compreensão mútua.

Quando existem algumas aflições no horóscopo, a tradição afirma que estas podem ser mitigadas casando com um parceiro que tem as mesmas aflições. Outra estratégia para mitigar estas aflições é usar muhurtha– a escolha de um momento propício- para realizar o casamento, assegurando assim a minimização das aflições existentes.

Os sábios da antiguidade consideravam que, usando muhurtha.- a escolha do melhor momento para realizar algo importante, como o casamento, a pessoa poderá obter bons resultados. Por ex., poderá ser feliz no casamento, mesmo sendo pobre e não tendo muitos confortos materiais.


[1] No próximo artigo vamos começar a explicar os procedimentos relacionados com os kootas.

[2] Os Nakshatras que têm regência do Sol são Krittika, Uttara Phalguni e Uttara Ashada

Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments