Casas «Tópicas» e «Dinâmicas» na Astrologia Helenística

casas tópicas e dinâmicas

Falamos neste artigo dos conceitos das casas tópicas e dinâmicas na astrologia helenística. Os astrólogos helenísticos usavam o sistema «uma casa= um signo inteiro». As casas tornaram-se, deste modo, o «domicílio» dos planetas regentes dos signos. Porém, para analisar a força dos planetas usavam as «casas dinâmicas». Para o efeito dividiam os 4 ângulos do horóscopo- Do Ascendente ao Fundo do Céu, deste ao Descendente, etc., dividindo por 3 o número de graus que ia de um ponto angular ao outro. As casas do horóscopo não são, no entanto, estáticas,…

Continuar a Ler

As Casas do Horóscopo na Astrologia Helenística

Iniciamos hoje a escrita de uma série de artigos que procuram dar a conhecer como a astrologia antiga considerava as casas do horóscopo. Todos os sistemas astrológicos posteriores partiram destas conceções iniciais sobre este tema. Explicamos assim o conceito das casas do horóscopo na astrologia helenística. Na sua origem, a astrologia era inseparável da astronomia e os primeiros esboços teóricos tiveram por intenção a constituição de um calendário que marcasse o tempo e os ciclos vitais e também as formas como o destino (Moira, no grego) se exprimia na vida…

Continuar a Ler

Transmissão da Astrologia Helenística para a Índia

Neste artigo escrevemos sobre a transmissão da Astrologia Helenística para a Índia. Durante muito tempo especulou-se sobre a relação entre a Astrologia Helenística oriunda da cultura greco-romana e a Astrologia da Índia. Hoje sabe-se que houve efetivamente uma transmissão do saber astrológico  helenístico para a Índia. Segundo investigadores como Buché-Leclerq,  que afirmou, no livro publicado no final do séc. XIX L’Astrologie Grec que a Astrologia Helenística chegou à Índia no séc. II da era cristã, a Astrologia Helenística deu um forte contributo para o desenvolvimento da astrologia na Índia. Prova…

Continuar a Ler

Tradição Astrológica- Séculos V e VI

Terminamos, com este artigo, a visão geral sobre as origens da astrologia, na cultura greco-romana e a sua relação com as teorias filosóficas da época. As técnicas astrológicas desenvolvidas neste período foram a base de todos os sistemas astrológicos que se disseminaram pelo mundo, embora fossem sofrendo, com o tempo, alterações , tanto na astrologia medieval  do ocidente como nos sistemas de astrologia que se desenvolveram na índia, como veremos no próximo artigo. No século VI a tradição astrológica encontrava-se estabelecida. Apesar de ter havido muitas diferenças filosóficas entre os…

Continuar a Ler

Primeiros Astrólogos -Séculos IV e V

Continuamos a traçar algumas das influências que mais se fizeram sentir na Astrologia dos primeiros tempos e que deixaram marcas na discussão do valor e da natureza da Astrologia até hoje. No passado, a Filosofia e a Astrologia estiveram entrelaçadas, nos aspetos teóricos. Conhecer brevemente algumas dessas ideias partilhadas esclarece muitos dos conceitos de usamos hoje nas práticas astrológicas sem, no entanto, termos consciência clara da sua origem e história. Este artigo aborda especificamente alguns dos primeiros astrólogos dos séculos IV e V da nossa era. Jâmblico (séc. III e…

Continuar a Ler

Primeiros Astrólogos- Influência Neoplatónica

  Continuamos a seguir a origem das ideias que influenciaram e influenciam as teorias astrológicas, traçando o percurso da História da Astrologia. Conhecemos essas ideias a partir da sua relação com muitos dos filósofos da antiguidade helenística. Falamos hoje  dos primeiros astrólogos e da influência neoplatónica . Numenios viveu no séc. II da era cristã e professava a teoria defendida pela cosmologia dos  autores gnósticos e herméticos,  de que a alma  humana descia  através do Cosmos pelo portal que era o signo Caranguejo. Quando isto acontecia, perdia a memória da…

Continuar a Ler

Primeiros Astrólogos- Hermetismo e Gnosticismo

  Nos primeiros tempos da Astrologia as ideias filosóficas e princípios metafísicos foram fundamentais para contextualizar as técnicas astrológicas.  Destas, destacam-se as atribuídas a Hermes Trismegisto e aos Gnósticos. Assim, fazemos uma breve síntese do Hermetismo e Gnosticismo. Neste artigo escrevemos sobre os primeiros astrólogos e a influência do Hermetismo e Gnosticismo. O Destino (Heimarmenê) tinha um papel importante nas teorias ligadas ao Hermetismo. Este apareceu em época posterior à dos textos em que as técnicas astrológicas e astronómicas apareceram pela primeira vez. Para esta corrente, a astrologia era vista…

Continuar a Ler

Os Primeiros Astrólogos- Séculos I e II

primeiros astrólogos séc I e II capa

Continuamos a dar conta da História da Astrologia, passando em revista alguns dos primeiros astrólogos. hoje falamos dos astrólogos dos Séculos I e II. Thrasyllus foi um astrólogo nascido no séc. I da era cristã em Alexandria e foi o astrólogo do imperador Tibério.  Era, além disso, um erudito, tendo  escrito sobre Gramática e foi  discípulo da filosofia de Pitágoras, tendo estudado com os Pitagóricos na ilha de Rhodes. Publicou edições sobre a obra de Platão e escreveu um livro sobre a filosofia de Platão e dos Pitagóricos. Na sua…

Continuar a Ler

Os primeiros Astrólogos- Parte 1

Primeiros Astrólogos Helenísticos capa

Continuamos a explicar os primórdios do nascimento da Astrologia, abordando as primeiras tendências e as conceções daqueles que foram os primeiros astrólogos helenísticos. Conhecem-se horóscopos gregos delineados para escolher o momento mais auspicioso para um dado evento desde pelo menos o séc. II antes de Cristo. Chamava-se a esta técnica «astrologia katárquica».  Esta técnica também era usada para avaliar os efeitos de eventos que já começaram mas de que se deseja prever o desfecho, como no caso de uma doença, encontrar objectos perdidos, encontrar ladrões, escravos fugidos, etc.. Fragmentos contendo…

Continuar a Ler

As Origens da Astrologia 2

Continuamos neste artigo a escrever sobre as origens da Astrologia, revelando marcos importantes da sua história. O  conhecimento da astrologia tornou-se mais sistemático e documentado a partir do séc. I antes de Cristo permitindo-nos deste modo ter uma ideia mais objetiva sobre as origens da astrologia. Ao longo da história  da astrologia discussões filosóficas sobre a oposição «destino/livre escolha» têm sido uma constante:  autores como Cícero na Roma Antiga argumentaram que a noção de liberdade de escolha era incompatível com a noção de destino que podia ser «adivinhado» pela Astrologia.…

Continuar a Ler