Mitos da Cultura Ocidental, Os doze Trabalhos de Hércules e a Astrologia

  Os doze trabalhos de Hércules foram  interpretados, ao longo do tempo, como a jornada humana de desenvolvimento espiritual. E, atendendo ao número simbólico, 12, e à referência explícita de constelações do Zodíaco, relacionadas com alguns destes trabalhos, tornou-se comum analisar cada um deles como referindo um tipo de aprendizagem explicitamente ligado a um signo do Zodíaco. Os doze signos do Zodíaco referem-se, como já tivemos ocasião de escrever, à simbólica do «homem cósmico», representando, por isso, um conjunto de características e qualidades da expressão humana. Hércules, o herói cujo…

Continuar a Ler

Mitos da Cultura Ocidental, Hércules um Herói muito Humano

  A referência a Hércules, coberto com uma pele de Leão  conservando a cabeça do animal agarrada, é um dos mitos mais conhecidos  e populares da cultura ocidental e também um dos que mais mudanças de interpretação  sofreram ao longo do tempo. A história de Hércules Hércules  corresponde ao símbolo por excelência do herói. Filho de Zeus e de uma mortal, Alcmena , foi fruto de uma das muitas  aventuras  amorosas de  Zeus, que assumiu a forma do marido de Alcmena, Anfitrião, para conseguir, desse modo, partilhar a sua alcova.…

Continuar a Ler

Mitos da Cultura Ocidental, A Guerra de Tróia

  A guerra de Tróia é um dos episódios mais conhecidos da mitologia antiga grega e aparece celebrizada nos poemas homéricos, Ilíada e Odisseia: na Ilíada  testemunhamos a parte final do cerco de 10 anos que os Aqueus (gregos) fizeram à cidade e, na Odisseia, somos informados das peripécias que o herói grego Ulisses viveu até regressar ao lar donde partira 10 anos antes.   Mas não pensemos que esta guerra foi puramente mítica. No século dezanove, um homem que cresceu  lendo os poemas homéricos, sonhou  que um dia haveria…

Continuar a Ler

Mitos da Cultura Ocidental- O Minotauro, Monstro e Símbolo Celeste

Descrevemos neste artigo a história do mito grego do Minotauro e damos pistas para a sua interpretação e significado na cultura ocidental. O Mito do Minotauro Este é um mito com muitas nuances políticas e religiosas e até astronómicas, revelando mudanças no domínio político, com Creta a perder gradualmente esse  domínio, à medida que novas potências, como Atenas, iam adquirindo cada vez mais protagonismo, com consequentes alterações também no plano das crenças religiosas.   O rei Minos, de Creta, tinha ascendido ao poder mas estava preocupado com a competição dos…

Continuar a Ler

Mitos da Cultura Ocidental, Prometeu, o Génio Humano e a Cultura

A história de Prometeu O Mito de Prometeu é um dos mais conhecidos da cultura ocidental; é apresentado muitas vezes como ícone das capacidades humanas para criar a ciência, a cultura e a civilização. Prometeu era filho de um titã e de uma ninfa, pertencendo à categoria dos «heróis». Incumbido de criar o homem, moldou- a partir do barro e a deusa Athena  insuflou-lhe a vida através da respiração.   Prometeu e o irmão Epimeteu estavam encarregados de criar os seres terrestres. Prometeu encarregou-se do homem, dando instruções a Epimeteu…

Continuar a Ler

Mitos da Cultura Ocidental, o Suplício de Tântalo

  A história de Tântalo Tântalo foi um rei mítico da Frígia ou da Lídia, filho de Zeus e da ninfa Plouto. Por ser filho de Zeus, foi recebido no Olimpo à mesa dos deuses.  Um dia, para testar a omnisciência deles,Tântalo fez-lhes uma oferenda  macabra: matou e desmembrou  o seu filho, ainda criança, Pélope, e serviu a sua carne num banquete destinado aos deuses. Deméter, que se encontrava desgostosa e com a mente ausente por causa da perda da filha, Perséfone, que se tornara companheira de Hades no submundo,…

Continuar a Ler