O Homem e os Corpos Subtis

Durante muitos séculos a nossa conceção do homem foi marcada pela visão deixada pelos filósofos e pelos cientistas do Mundo Ocidental, sempre indecisos entre a matéria ou o espírito, entre aceitar que o ser humano é mais do que um agregado de partículas materiais ou, pelo contrário, é apenas isso; Durante séculos,  hesitámos entre as posições dos atomistas ou materialistas, que eram defensores de que o homem é um ser puramente efémero, mortal e fruto do acaso da Natureza, cega nos propósitos e orientada por leis puramente mecanicistas e, por outro…

Continuar a Ler